Reparasul traz palestras gratuitas como incentivo ao conhecimento profissional no segmento automotivo

Reparasul traz palestras gratuitas como incentivo ao conhecimento profissional no segmento automotivo

Aliar novidades e soluções do segmento automotivo ao conhecimento qualificado é o grande objetivo da Reparasul - Feira de Autopeças e Equipamentos para Reparação Automotiva. Inédita no estado, a feira que iniciou ontem (12) segue até sábado (15), na Fenac, em Novo Hamburgo/RS. São mais de 200 marcas da cadeia automotiva e de duas rodas apresentando novas tecnologias, além de diversas palestras e atividades gratuitas de iniciação e aperfeiçoamento com temas do setor. Por isso, a feira conta com três espaços destinados à qualificação, sendo eles: a Arena do Conhecimento Reparasul; o Espaço SINDIREPA-RS/SENAI; e a Unidade Móvel do SENAI de Mecânica Automotiva. A entrada ao evento é gratuita e exclusiva aos profissionais do setor.

Um dos palestrantes da Arena do Conhecimento desta quinta-feira (13) foi Antônio Carlos Correa Pascoal, da Pascoal Bombas, que inclusive organizou caravanas de Porto Alegre para visitar o evento. Ele atua no ramo de autopeças desde 1971 e com alimentação de combustível desde 2000. Na oportunidade, Pascoal destacou a importância de uma iniciativa como a Reparasul para o estado. “Uma feira para este segmento é de suma importância e já estou há anos lutando para que nosso estado tenha um evento como a Reparasul”, destacou. “Nos últimos cinco anos, o segmento de reparação automotiva e autopeças teve grande oportunidade de expansão. Nesse cenário, só não cresce quem não se mantém atualizado no mercado, por isso a importância de uma feira do segmento que ofereça palestras gratuitas”, pontuou Pascoal.

Outro palestrante do dia foi o sócio-diretor técnico da WCV, Waldomiro Silva Neto, o Miro, que falou sobre Eletrônica Embarcada, abordando informações sobre estrutura, componentes e diagnose. Na oportunidade, Miro falou que um dos principais vilões do setor é a falta de conhecimento. “É preciso estar a par das tecnologias, caso contrário o reparador não vai conseguir atender as necessidades dos novos veículos”, destacou.  “Hoje o maior problema que os mecânicos enfrentam é a falta de informação. Eles podem até adquirir um bom equipamento para diagnose, porém não sabem como utilizar essas ferramentas, pois não conhecem o funcionamento desses novos sistemas que equipam os veículos”, complementou Miro.

Para os visitantes, além de ampliar o networking, a feira apresenta-se como uma ótima oportunidade de atualização e aperfeiçoamento profissional. Para o reparador automotivo de Canoas, Giovani Pinheiro, as palestras incentivam o conhecimento qualificado. “Pela primeira vez posso participar de uma feira do setor, pois nunca tive a oportunidade de visitar os eventos em São Paulo. Durante as palestras, conseguimos melhorar nosso trabalho de diagnose para facilitar, até mesmo, a escolha do equipamento certo”, explicou Pinheiro.

As palestras e atividades de conhecimento ocorrem em todos os dias de feira e a programação completa pode ser conferida no site www.reparasul.com.br/programacao. Não há necessidade de inscrição prévia, somente se apresentar no dia e horário de interesse.

Sobre a Reparasul - A feira acontece de 12 a 15 de setembro, nos dias de semana das 14 às 21 horas e no sábado, das 9 às 17 horas, na Fenac, em Novo Hamburgo/RS. Em paralelo, ocorre a Femopart’s - Feira de Peças, Acessórios e Produtos para Reparação de Motocicletas.
 
A Reparasul é uma realização da FENAC S/A, com patrocínio JUSTA by WAVEPAG e SULGÁS e apoio da Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo, Asdap (Associação Sul-brasileira dos Distribuidores de Autopeças), ASERV (Associação Serrana de Empresas da Reparação Veicular), AutoRede Serviços Automotivos, SIMECS (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul), Sincopeças/RS (Sindicato do Comércio Varejista de Veículos de Peças e Acessórios para Veículos do Rio Grande do Sul), Sindirepa/RS (Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios no Estado do Rio Grande do Sul) e ARERGS (Associação das Retificadoras do RS).


Foto: Diego Soares/Talenttare

13 de Setembro de 2018

Outras notícias

Ver todas notícias